1

FESTIVAL INTERNACIONAL LATINO AMERICANO DE TEATRO DA BAHIA-FILTEBAHIA

OCO TEATRO LABORATÓRIO© 2019

CABARÉ VIBRÁTIL
MOSTRA ATeliê voadOR

28E

29

set

SÁBADO E DOMINGO
sympla-logo-1.png

Grupo: ATeliê voadOR

Salvador.

Horário: 20:30 h

Teatro Martim Gonçalves

Classificação: 16 anos

Duração. 60 minutos.

SINOPSE

Cabaré Vibrátil é uma peça-festa. Nela o público se comove, se diverte, reflete e interage com os atores em cena. O espetáculo propõe abrir o leque da diversidade e da sexualidade. Inspirado na estética dos cabarés alemães, em Brecht e Weill, os atores-cantores Duda Woyda, Leandro Villa e Talis Castro, acompanhados por uma banda feminina composta por Roberta Dantas, Poliana Coelho, Luísa Santos, Ingrid Steinhagen e Maira Lins, executam ao vivo músicas do cancioneiro queer. A ideia é de celebrar, como um espaço festivo de encontros. A cada noite Cabaré Vibrátil recebe convidados especiais.

Pesquisa: A peça foi motivada pelo contexto geral, da macropolítica, das macrodecisões, uma tristeza, uma decepção atrás da outra. O cabaré é um espaço festivo de encontros, de resistência através da arte. O encontro é o começo de tudo,  cabaré é um espaço de subversão da economia do desejo, por isso ele amplifica
o que Nietzsche chamava de Vontade de Potência. Dentro dele não há vigília, sequer disciplina e quando isso acontece não há anestesia ou paralisia, há a multiplicação. Num universo em movimento, que simula uma espécie de teatro de variedades aberto para a participação de todos, os atores-cantores Duda Woyda, Leandro Villa e Talis Castro performam ao som de obras do cancioneiro queer, músicas que de algum modo desafiam o bom senso, o bom gosto, fazem estranhar a ideia de  normalidade e dão vozes a tipos marginais. O artista normalmente
costuma ser “queer” por “deslizar” pelas personagens que defende, mas em Cabaré o elenco vai mais além, por entender “o papel político de um corpo livre” e demonstrar de forma aberta e sem pudor para a plateia.
A ideia da montagem é promover “uma festa coletiva”, estimulando o público a se comover e se divertir. A plateia interage todo o tempo, tem algumas participações especiais para garantir a variedade da  apresentação, e tem um momento que a plateia pode participar de forma livre e espontânea. “Cabaré Vibrátil é um ponto de encontro para cantar, dançar e pensar. Tudo isso, regado a um pouco de erotismo. Algumas músicas e textos são extraídos do Almanak Caralhal, de 1881, com arranjos de Roberta Dantas.

FICHA TÉCNICA.

Dramaturgia / Direção: Djalma Thürler
Elenco: Duda Woyda, Leandro Villa e Talis Castro
Iluminação: Marcus Lobo
Direção Musical: Roberta Dantas
Preparação / Arranjos Vocais: Neto Costa
Figurino: Luis Santana
Banda Coral: Roberta Dantas, Maira Lins, Poliana Coelho, Luísa Santos e Ingrid
Steinhagen
Design Visual: Talis Castro
Produção: Mariana Moreno
Assessoria de Imprensa: Théâtre Comunicação – Rafael Brito
Concepção e realização geral: ATeliê voadOR Companhia de Teatro

.

FESTIVAL INTERNACIONAL LATINO AMERICANO DE TEATRO DA BAHIA-FILTEBAHIA

OCO TEATRO LABORATÓRIO © 2019